COLETA WEB → Consulta, Como Usar, Principais Funções

O Coleta Web também é conhecido como Coletor Nacional. Criado em 2014, é uma plataforma tecnológica criada pela Receita Federal onde disponibiliza vários serviços online para empreendedores, assim, facilitando a vida de muitos contadores, empresários, entidades governamentais, e muitos outros.

Por meio do Coleta Web, é possível requerer de forma prática e instantânea a geração de importantes documentos referentes ao CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica), tendo sua maior utilização para a alteração de dados do mesmo, assim evitando a presença em um dos postos de atendimento da Receita Federal.

É uma plataforma nova, então, ainda apresenta alguns erros que ao longo do tempo de utilização devem ser corrigidos. Como por exemplo o número de funções que são disponíveis através do programa. Ainda são poucos, mas logo serão disponibilizados mais serviços online.

Desde 31 de julho de 2018 o Coletor Nacional tem seu acesso feito através do site http://www.redesim.gov.br/.

Principais funções

O programa Coleta Web é interligado com prefeituras municipais e outras juntas comerciais de todo o Brasil.

Como dito anteriormente, ele não possui ainda muitas funções, mas ficam como funções principais:

  • Realização completa do processo de inscrição no CNPJ e abertura de uma empresa de modo rápido e ágil.
  • Acompanhamento das licenças de empresa e assim sempre estar em situação regularizada.
  • Possibilidade de efetuar a baixa da empresa quando a mesma tem as suas atividades encerradas.

Como utilizar o Coleta Web

Se você possui ou quer abrir um CNPJ, poderá utilizar o programa:

Coleta Web

Feito estes passos, você poderá selecionar os serviços que precisa. Para isso, será necessário fazer a identificação da empresa por meio do CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica). Não se esqueça de manter, sempre que possível, o seu navegador de internet atualizado. Muitas vezes, as pessoas não conseguem o acesso devido a desatualização dos mesmos, pois como se trata de documentos de caráter legal, o site exige os certificados atualizados do navegador.

Confira: Consulta DBE CNPJ

É preciso, também, ter uma certificação digital, que é um código de validação do computador, justamente para poder fazer a emissão de documentos. Esta certificação digital, é fornecida pela própria Receita Federal.

Consulta no Coleta Web

Ao clicar no Coletor Nacional você será direcionado para o site http://www.redesim.gov.br/. É disponível um passo a passo de como usar a plataforma, tanto para quem quer abrir um CNPJ, tanto para que já o possui. Sendo os passos:

  1. Consulta prévia: Através de uma pesquisa eletrônica prévia verifica-se a possibilidade de exercício da atividade econômica a ser desenvolvida pela Pessoa Jurídica no endereço selecionado. Pesquisa essa realizada no banco de dados da Prefeitura do Município (local onde a pessoa jurídica será instalada e a possibilidade de existência de pessoas jurídicas com nomes semelhantes ou ao nome pesquisado. Esta pesquisa é feita nos bancos de dados dos Órgãos de Registro (Cartórios de Registro Civil de Pessoas Jurídicas, Juntas Comerciais, ou OAB).
  2. Coleta de dados: Aqui deverá ser fornecido todas as informações e dados de interesses dos órgãos envolvidos no processo de legalização e registro de pessoas jurídicas. Isso permite que órgãos prestem as devidas orientações relacionadas aos procedimentos que são necessários para a obtenção do registro e das respectivas inscrições tributárias.
  3. Licenças: Essa é a última etapa (e obrigatória) o licenciamento. Um procedimento administrativo em que o órgão regulador verifica e avalia o preenchimento dos requisitos de controle ambiental, segurança sanitária, prevenção contra pânico e incêndios, e também outras exigências que estão previstas na legislação, que autorizam o funcionamento da Pessoa Jurídica.

Os órgãos licenciadores envolvidos no procedimento de licenciamento de Pessoas Jurídicas são:

  • Vigilância Sanitária: como parte do SUS (Sistema Único de Saúde), ela é a responsável por desempenhar diversas ações com o objetivo de diminuir ou eliminar os riscos à saúde mediante o controle da circulação e produção de bens e da prestação de serviços de saúde;
  • Corpo de Bombeiros: os objetivos do licenciamento são proporcionar um nível melhor e adequado de segurança das pessoas que ocupam a edificação em casos de incêndio, possibilitando a saída das pessoas em condições de segurança, facilitar ações de ajuda e socorro ao público;
  • Meio Ambiente: toda Pessoa Jurídica que já está instalada ou irá atuar, e que produz impacto ambiental médio, pequeno ou grande porte é obrigada a retirar o licenciamento ambiental no respectivo órgão municipal responsável.

E então, gostou de conhecer melhor sobre Coleta Web? Acredita que este conteúdo também pode ser útil para outras pessoas? Então não deixe compartilhá-lo em suas redes sociais.

Leave a Reply