Como Consultar o Saldo do Seguro Desemprego


 

O Seguro Desemprego é um benefício cedido a trabalhadores que foram demitidos, sendo pago por um determinado período, e calculado com base no tempo de trabalho.

Existem diversas regras para saque, consulta e outros detalhes acerca do assunto, que você conhecerá a seguir!

Quem tem direito ao Seguro Desemprego?

Se você foi demitido e deseja saber se tem direito ao recebimento do seguro desemprego, cheque se está inserido em uma destas categorias:

  • Trabalhador formal e doméstico, demitido sem justa causa.
  • Trabalhador formal com contrato suspenso, em virtude de participação em curso ou outro programa de qualificação.
  • Pescador profissional em período do defeso.
  • Trabalhador que foi resgatado em condição de escravo.

Caso se encaixe em um dos grupos, saiba que terá direito ao Seguro Desemprego!

Como consultar o Saldo do Seguro Desemprego pela Internet

Agora que você já sabe se tem ou não direito ao benefício, poderá consultar a situação do seu Seguro Desemprego via Internet. Para isso, basta acessar o seguinte link: https://sisgr.caixa.gov.br/internet.do?segmento=CIDADAO01.

Tela Saldo Seguro Desemprego

Preencha corretamente todos os seus dados, que seria o NIS e a senha cadastrada previamente para acesso pela Internet. Assim, terá acesso às informações do seu Seguro Desemprego, incluindo o saldo disponível.

Como consultar o Saldo do Seguro Desemprego pela Agência

Se você preferir ter as informações do seguro Desemprego indo diretamente a uma agência, saiba que isso também é possível.

Busque a agência da Caixa mais próxima de seu endereço, e munido de toda a documentação fornecida no momento da demissão, mais seus documentos de identificação pessoal, solicite o atendimento.

O atendente responsável fará os cálculos e verá quanto você tem disponível para receber, em quantas parcelas, e mais detalhes a respeito do assunto.

Como Consultar o Saldo do Seguro Desemprego pela Lotérica

As Casas Lotéricas também são um ponto de atendimento da Caixa Econômica Federal, e, portanto, você poderá consultar lá o Saldo do Seu Seguro Desemprego. Para isso, busque a agência mais próxima da sua casa, e leve consigo o Cartão Cidadão e um documento de identificação com foto.

Quem pode sacar o Saldo do Seguro Desemprego?

Depois de você saber se tem direito ao benefício, qual o saldo existente e as possibilidades de pagamento, fica o questionamento de quem realmente pode sacar o Seguro Desemprego.

Confira as condições a seguir:

  • Ter sido demitido sem justa causa;
  • Estar desempregado no momento da solicitação do benefício;
  • Ter recebido salários de pessoa jurídica ou física inscrita no CEI por tempo pré-determinado.
  • Não possuir renda própria para sustentar a si mesmo e sua família.
  • Não estar recebendo outro benefício de Previdência Social, exceto pensão por morte ou auxílio-acidente.

Lembre-se que todas estas situações deverão ser comprovadas através de documentos específicos!

Acompanhamento via aplicativo

Você sabia que após conhecer todas as condições do seu Seguro Desemprego, é possível acompanhá-lo através do aplicativo Caixa Trabalhador? O recurso pode ser baixado em smartphones e celulares que contenham Android ou iOS como sistema operacional.

Aplicativo Caixa Trabalhador

Para baixá-lo, basta acessar a loja de aplicativos de seu celular, buscar por “Caixa Trabalhador”, e iniciar o download. Lembre-se que para isso, é preciso manter uma conexão com a Internet.

Depois de feito o download, você poderá acessar as suas informações através do número do seu NIS (Número de Identificação Social).

Em se falando do Seguro Desemprego, você poderá verificar os calendários de pagamento, consultar as parcelas liberadas e também conferir o seu extrato.

É uma forma extremamente prática e rápida de acompanhar a situação, sem necessitar de deslocamento até a agência da Caixa, onde você provavelmente enfrentaria filas e precisaria esperar pelo atendimento.

Qual o valor e tempo de recebimento do Seguro Desemprego

O tempo de recebimento do Seguro Desemprego varia conforme o período em que o trabalhador manteve-se em serviço. Em geral, tende a ser de 3 a 5 parcelas. Basicamente, segue-se essa regra:

  • 3 parcelas quando o trabalhador manteve-se empregado de 6 a 11 meses nos últimos 3 anos.
  • 4 parcelas quando o trabalhador manteve-se empregado de 12 a 23 meses nos últimos 3 anos.
  • 5 parcelas quando o trabalhador manteve-se empregado por mais de 24 meses nos últimos 3 anos.

Quanto ao valor de pagamento, este será calculado a partir da média dos 3 últimos salários do trabalhador. O valor mínimo a ser pago é de um salário mínimo.

Maiores informações poderão ser encontradas no aplicativo demonstrado anteriormente, e também no atendimento quando buscar a Caixa Econômica Federal. Para maiores informações, dirija-se a agência mais próxima!

Leave a Reply