Documento Nacional de Identidade DNI → O que É, Como Fazer, APP

Você já pensou em ter um único documento de identidade que seja capaz de substituir seu RG, o CPF, a certidão de nascimento, de casamento e o título de eleitor? Esse é o novo sistema de identificação pessoal oficializado pelo Governo Federal e que busca mudar a relação entre a sociedade e os governos institucionais.

Documento Nacional de Identidade DNI

É uma forma de informatizar a documentação e também unificar as informações sobre o cidadão. Além disso oferece mais segurança do que os documentos tradicionais. Esse projeto permite que a documentação oficial do cidadão seja demonstrada através de um aplicativo! Demais, não é mesmo?

Atualmente o documento serve como demonstração para o CPF e o título de eleitor, porém os planos do projeto não se limitam a isso. Dentro do planejamento das instituições estão a inclusão da CNH no DNI, bem como as certidões de casamento e nascimento em um breve futuro.

O projeto nasceu com o intuito de facilitar a vida do cidadão, libertando-o da necessidade de carregar consigo vários documentos em papel que caso sejam perdidos ou roubados não poderão ser recuperados.

Por ser um aplicativo especialmente desenvolvido de forma a trazer um grau de confiança e autenticação da documentação do portador, será uma forma de identificação mais transparente do que os próprios documentos em papel oficializados.

Para que o Documento Nacional de Identidade foi criado?

DNI Digital

Houve diversos motivos que levaram o Governo a tomar a decisão de criar uma forma de identificação integrada que também estivesse em coerência com as novas tecnologias disponibilizadas para reconhecimento de identidade por meio da informática. Listaremos algumas motivações que foram decisivas para que a ideia do DNI fosse considerada legalmente nas altas instâncias Federais:

  • Os documentos em papel podem ser falsificados com uma certa facilidade hoje em dia por organizações criminosas. Isso prejudicava as noções de segurança e confiabilidade desses documentos.
  • A pessoa que fosse usar a documentação original poderia perder ou ser roubada; o que a tornava mais suscetível a golpes e esquemas de fraude de documento.
  • Havia uma burocracia muito grande nos processos de autenticação de documentos e cópias para fins de reconhecimento de identidade para firmar contratos.
  • Também havia, desde o final dos anos 90, o pensamento de que uma base unificada dos dados dos cidadãos brasileiros seria melhor para identificação, aos processos de concessão de benefícios, à garantia de direitos, etc.
  • A mudança para os meios informatizados foi considerada inevitável já que ocorreu a chamada “Revolução Digital” após a popularização dos sistemas informatizados.
  • A garantia é até maior sobre a real identidade do portador do documento porque mesmo que o celular seja roubado o documento fica assegurado através de uma senha pessoal segura. Os celulares hoje também contam com meios de bloqueio a longa distância e apagamento das informações pessoais caso sejam roubados.

Quando o DNI deve ser disponibilizado

O documento está disponibilizado já desde julho de 2018, porém hoje somente está disponível para brasileiros que têm o cadastro biométrico. Você já poderá baixar o aplicativo, mas atente-se para dirigir-se ao posto local de atendimento da Justiça Eleitoral de sua cidade para realizar o cadastro anteriormente. Adiante vamos explicar com detalhes como fazer isso.

O aplicativo do DNI pode ser acessado pelo celular de maneira rápida e fácil atualmente. Há um QR Code, bem como uma forma de autenticação da biometria disponível após o download do aplicativo no celular. Algumas pessoas que não têm ainda acesso ao cadastramento biométrico podem ir aos locais de coleta de dados biométricos provisórios que coletarão as informações necessárias ao DNI.

O DNI, apesar de já ter sido idealizado desde a década de 90, foi sancionado em 2017. O presidente Michel Temer instituiu a criação de um documento único que seja validado em todo o território nacional. O DNI também foi idealizado para unificar todas as informações civis e biométricas dos cidadãos brasileiros. Vejamos adiante informações mais detalhadas sobre o cadastramento biométrico que você precisará fazer para ter seu DNI.

Cadastro biométrico

Será necessário realizar o cadastramento biométrico com agendamento prévio nos postos com os aparelhos para a digitalização das digitais da sua mão. Os pré-agendamentos nas unidades do Poupatempo evitam também a perda de tempo em filas.

Cadastramento Biométrico

Esse agendamento prévio pode ser realizado pelo site de qualquer agência do Poupatempo. Você poderá também acessar mais informações sobre o cadastro e o agendamento por telefone na central de atendimento ao Eleitor, pelo número: 148*.

Após o agendamento, você precisará ir até o local definido na data e no horário corretos para realizar o procedimento. Para fazer seu cadastro biométrico siga as seguintes etapas:

  • Com o agendamento realizado, aguarde o dia de seu atendimento.
  • Dirija-se à Justiça Eleitoral de sua cidade ou a um posto de cadastramento biométrico devidamente disposto pelo governo; com pelo menos 15 minutos de antecedência.
  • Leve seu título de eleitor, bem como o CPF e RG.
  • No local você realizará uma coleta biométrica a partir de um aparelho que identificará suas impressões digitais.
  • Você também tirará uma fotografia que aparecerá depois no seu aplicativo de DNI.
  • Se o seu cadastramento biométrico for realizado com sucesso, você estará pronto para baixar o aplicativo.

Com seus dados validados através da conferência das suas impressões digitais biometricamente, você poderá realizar os procedimentos para emissão de seu DNI em alguns dias. O órgão responsável pelo DNI é o próprio TSE que utiliza o banco de dados de informações biométricas sobre os cidadãos como base para a emissão do documento no aplicativo.

Como fazer o DNI?

DNI App

Com o registro de seu cadastro biométrico regularizado, você precisará somente baixar o aplicativo a partir do site. Proceda da seguinte maneira:

  • Realize o download corretamente do aplicativo em seu celular pelo site: www.dni.gov.br.
  • Faça um pré-cadastro no aplicativo, preenchendo seus dados.
  • Informe uma senha de 6 dígitos, será seu PIN de acesso.
  • Você precisará depois dirigir-se a um posto de atendimento para autenticar a leitura do QR Code na tela do computador do atendente para vincular seu smartphone.
  • Em seguida, o cidadão poderá baixar seu DNI no smartphone que já estará autorizado.
    Acesso DNI App
  • Insira a senha de seis dígitos para poder acessar o DNI.
  • A disponibilidade do DNI será somente para um único smartphone por questões de segurança.

Aplicativo do Documento Nacional de Identidade

O DNI é regulado pelo Conselho Gestor de Identificação Civil Nacional, que define seu formato como digital somente. No primeiro acesso, você terá que registrar a senha de seis dígitos para conseguir acessar o documento. Lembrando também que o QR Code precisará já estar validado para que você consiga visualizar o seu Documento Nacional de Identidade e usá-lo para diversos fins.

Uma vez que você esteja com o aplicativo instalado e validado, basta usá-lo como se fosse um documento de identidade. Você não precisará mais carregar seus documentos pessoais em papel junto na bolsa ou no bolso, correndo o risco de extravio, perda ou roubo.

Além disso, com a biometria habilitada, caso haja roubo ou perda de seu celular, sua identidade estará protegida. É mais seguro do que o uso de documentos pessoais em papel.

Conclusão

O DNI promete oferecer uma possibilidade de documentação com acesso biométrico e informatizado para o cidadão. A segurança e praticidade desse sistema também prenuncia torná-lo um substituto aos documentos em papel tradicionais.

O que você acha de tudo isso? Concorda que o DNI poderá substituir os documentos em papel no futuro? Compartilhe suas opiniões conosco e diga-nos também se já fez o cadastro biométrico e já tem o aplicativo baixado no seu celular.

Leave a Reply